Buscar

Uma vida marcada por acidentes

Atualizado: 9 de Jan de 2019

A minha vida foi marcada por muitos altos e baixos. Altos pois tudo que entrei na vida eu cheguei ao topo através de muita dedicação, e entrei para vencer. Lembro como se fosse hoje eu ficava no Kartódromo das 6h da manhã até às 21h, sendo que durante esse tempo nem tudo era treino! E ganhei quase todas as provas que larguei! E baixos porque minha vida foi marcada por muitos acidentes. Devo estar chegando na casa de uns 1.000!? E pelo menos 20x na sala de cirurgia (vou falar dos piores abaixo, mas ainda tem muitos que nem me lembro). Muitos fracassos e recuperações disso tudo. E passei por todos com a proteção do nosso DEUS e os Anjos da guarda, por mais sério que fosse o acidente nada me atingiu a ponto de me parar!


Aos 14 anos eu e meu primo Thiago passamos por um grande acidente lutando com dois rottweilers que atacaram ele brutalmente, onde eu fiz o que estava ao meu alcance para salvar ele, ele quase perdendo a vida e eu quase perdendo meu braço. Eu tive que dirigir para o hospital com 14 anos e o braço pendurado, porque não tinha ninguém em casa. Amarrei uma toalha em volta da cabeça dele e fomos para o hospital, minha família foi chamada e o primeiro cirurgião que atendeu ele no hospital foi o Dr. Samuel, cirurgião plástico da família, o mesmo que costurou minha cabeça há alguns dias atrás. Esse foi o maior livramento de Deus e dos anjos celestiais que já passei, não por causa de mim, mas porque meu primo está vivo, saudável, bonito e forte. Aliás, bonito ele nunca foi hahahaha mas pelo menos os cachorros deram algumas marcas de histórias (cicatrizes) para ele contar para as pessoas.


15 dias antes desse acidente eu tinha caído de bike e quebrado o braço, colocado 6 pinos e uma placa de platina. Durante a luta com os cachorros o braço foi mordido diversas vezes, puxando os pinos e a placa, quebrando o osso novamente e tive que voltar para a sala de cirurgia acrescentando 4 pinos e mais uma placa, e passei alguns meses no Hospital Sarah por infecção, meses que me ensinaram muito sobre a vida pelas pessoas que estavam lá e que nunca haviam saído, mas eu era muito novo ainda para compreender tal ensinamento e vejo isso agora. Vejo algumas pessoas infelizes com sua vida perfeita. Se soubessem que podem morrer amanhã acho que não seriam assim. Eu tenho certeza que esse foi o mais sério dos milhares de acidentes que passei e como disse nada aconteceu, apenas dores e cicatrizes!


Após isso veio uma longa carreira no automobilismo Kart, Fórmula Renault e Fórmula 3.


Veio meu primeiro fracasso, e o pior deles, o que realmente me derrubou como pessoa, mas às vezes não conseguir o que você sempre sonhou é uma das melhores coisas que pode acontecer com você. Porque esse fracasso me trouxe ao Ironman, esse fracasso me tornou quem eu sou hoje. Então foi a pior das melhores coisas que aconteceu na minha vida. Aos 20 anos já aposentado das corridas e bebendo muito na noitada, capotei um carro a 230Kmph. O carro capotou 6x e teve que ser serrado ao meio para me tirar de dentro! Não me lembro muito desse acidente mais sei que estava internado no hospital e supostamente paralisado da cintura para baixo, porém na sala do raio X levantei e fiz xixi no canto da sala! Minha família e todos os amigos que eu conhecia estavam no hospital e todos acharam que era um milagre e choraram. Desse acidente ficou uma cicatriz na testa! Quem costurou minha testa no hospital foi o Dr Samuel.


Ainda sofrendo com o fracasso do automobilismo minha vida estava cercada por noites, álcool e muita porcaria (estava pesando 88kg). Eu trabalhava com meu pai e meu irmão e passava o fim de semana na noitada, e isso foi gerando várias consequências. Você estava triste? Não, por causa do álcool etc... e assim como o esporte ele gera uma felicidade, só que aquela felicidade não é real, é momentânea, tanto que existe o temido dia seguinte. Uns continuam bebendo, outros aguardam o próximo fim de semana, e quando se faz isso todos finais de semana você não tem tempo para pensar no buraco que esta se metendo. Salvo caso das pessoas que apreciam a bebida e consomem por hobby ou por descarga de stress (não era o meu caso). Nada contra também quem bebe e ficam na noite dia após dia, é um life style para alguns, tenho alguns amigos assim e eles são muito felizes com sua vida. Como eu sempre digo, seja feliz do jeito que você gosta, a vida é uma só e pode ser curta ou longa, se você está feliz o resto não importa. Se essa felicidade for verdadeira, divirta-se!


Então me casei com um anjo na Terra, a pessoa mais feliz que eu conheço. Ela pode tudo porque simplesmente aceita tudo que vem pela frente, e foi ai que comecei a não fazer tudo por impulso como sempre fiz, mas sim começar como ela a ouvir o sussurro que Deus, anjos e o destino falam aos nossos ouvidos.


Foi quando comecei a retornar ao esporte no ciclismo. Já tive vários acidentes, em um parti uma Pinarello em 4 pedaços quando um carro me fechou à 50kmph, e posso contar mais uns 20 acidentes aqui entre esporte e vida normal, mas em todos eles além de sair bem e vivo, me tornou quem eu sou hoje.



Nos últimos 3 anos tive um acidente no ciclismo do 70.3 Miami em que quebrei os 2 braços e fui direto para sala de cirurgia. Tive que ficar uns dias à mais em Miami devido a uma bactéria que estava comendo a carne da minha mão!


Mas 2018 realmente se superou! No final deste ano foram 3 acidentes seguidos; fui atropelado por uma senhora uma semana antes do GP Extreme Natal, e que gerou várias escoriações e uma luxação na costela que me impediu de nadar vários dias, e por isso tive que abortar o GP Natal e GP Penha.


Em seguida tinha o 70.3 Rio, e na segunda-seira da semana da prova eu fui correr em uma trilha que corro à 8 anos na Fazenda Taboquinha com meus amigos Daniel e Fabiano. Tropecei em uma pedra correndo devagar, bati de joelho em outra pedra abrindo a cápsula do joelho e saindo um liquido transparente antes do sangue, e eu lá sabia que liquido era esse! Mas o Daniel sabia e na hora ele apavorou e falou liga para o helicóptero Vinny e manda vir te buscar, F🤬 legal irmão! 🤣🤣🤣 na hora sorri, não estava doendo e eu lá sabia o que era líquido sinovial! Falei que porra de helicóptero, bora pô, o carro está so há 11km daqui! Quando levantei o joelho não mexeu, não tinha força e eu fiquei tonto! Falei "uai o que é isso Dani, não está certo não, acho que não dá pra andar”, o Daniel explicou na hora o que era o líquido então pensei: melhor coisa é o Fabiano, que estava de bike ir pedalando até o carro e eu sentar aqui e pensar onde ele pode nos pegar! Fabiano saiu pedalando, mas em vez dele voltar os 11km que tínhamos percorrido ele continuou no percurso que a gente estava que até o carro, que daria 22km. Confesso que não pensei na hora! Daniel me carregou até uma árvore e foi passando o tempo quando comecei a raciocinar! “Dani, o Fabiano desceu o morro, o caminho é muito mais longe e acho que ele não sabe voltar por lá sem mim”. O Daniel mais uma vez disse "Liga e manda um helicóptero te buscar irmão, você não vai sair daqui!" Pensei naquilo, mais parecia coisa de filme dos Navy Seals, falei que não é tão simples quanto nos filmes, até esse negócio decolar e achar a gente no meio do mato vai passar o dia com essa dor aqui e eu não vou aguentar! Liguei para minha esposa, expliquei falei para ela já ir acionando isso em caso de urgência que eu ia tentar andar até a sede da taboquinha que eu conhecia e estava 4 a 6km morro a baixo! Falei para o Dani “Bora, arruma uma bengala ai brow e me dá minha camisa, amarra meu joelho e vamos caminhando até a sede à pé, lá o carro chega ou tem alguém de carro lá! 1km caminhando normal, e em torno de 15min com o joelho cortado, imagina, mas caminhamos. Quando estava para desmaiar de dor acho que à 800mts da fazenda pedi para o Dani "corre lá irmão, eu não vou chegar, arruma uma Coca-Cola lá que a gente já está em uma estrada e eu vou ligar para o meu pai aqui porque o Fabiano tinha sumido sem celular!" Daniel correu, liguei para o meu pai expliquei onde estava, mandei a localização e deitei no chão. Fui falando com meu pai para explicar como chegar nessa fazenda. Enquanto isso o Daniel apareceu com um carro do jardineiro da fazenda e uma Coca-Cola que salvou demais, ô negócio gostoso! O jardineiro me levou até a portaria da fazenda por uma bagatela de 20 conto e meu pai já estava lá. Ai já sabe, liga para o Dr. Montenegro que estava em Portugal mas arrumou sua equipe, Dra. Camila, ressonância, internação, cirurgia: cápsula do joelho aberta, tendão do quadríceps e músculos do quadríceps rompido! Enfim, 4 dias internado por questão de infecção:


Tudo ok, liberado pra ir para casa e cheguei treinando! Dai para frente foi a pior fase da minha vida em questão de DOR. Enfrentei a dor para recuperar o joelho de uma maneira que até eu duvido, dia após dia treinava chorando, cheguei à treinar 6h em um dia só fortalecimento! Minha família e meus amigos, até os que entendem de físio como o Cid, me mandavam a pergunta: “Pode exagerar assim mesmo?” Não sei, algo dentro de mim dizia que sim, e o Dr. Montenegro no telefone também. Foram 10 dias que realmente me desafiaram à ponto de que quando estava para voltar a treinar falei para minha esposa que precisava de umas férias antes de tudo de novo! Não aguentava mais de dor e precisava descansar! Passamos 15 dias na Disney com as crianças.


Ótimo lugar para quem quer descansar né!? Mas valia o descanso em ver minha família feliz, do que a própria dor ou cansaço. Horas e horas em filas e parques, e devido a quantidade de antibiótico não poderia vir outra coisa: uma gripe muito forte, dor de garganta e febre! Eu não gripava à meses. Como não queria estragar a viagem da minha família, íamos para os parques com joelho ruim, febre, gripe e suando, mesmo assim ficava feliz em ver todo mundo brincando! Mas cheguei a escarrar sangue da garganta dia após dia por lá.


Beleza, voltamos e pau na máquina. Já tinha pensado em novos treinadores e em um projeto que estava na hora de ir atrás na carreira profissional, o P1 Projectone, chega de largar no PRO, agora é Glória ou Morte. 20 de outubro peguei firme, 5 preparadores diferentes, 1 fisioterapeuta, 1 osteopata e 3 médicos envolvidos nisso tudo, 1 que acompanha até como eu durmo. O Dr. Antònio cuida de mim muito antes do Triátlon, quando estava obeso e com fígado ruim pelas noitadas (já contei isso).

Treinei como nunca tinha treinado, porém agora treinei o mental para suportar mais, quebrar barreiras que antes eu achava que era o limite. Thi Arruda veio me provando que ali era apenas uma porta a se abrir! Fomos abrindo portas e quebrando barreiras! Dia 22/12, regenerativo de uma semana forte com Cid e Reinaldo resolvi ir na estrada 100km em A0 com Serginho. Na volta tem uma descida muito íngreme em que se eu apertar mesmo passo dos 100kmph, mas era um dia leve. O Serginho entrou na descida na minha frente, e como não estava preocupado, deixei e permaneci no vaco da bike, que ajuda de 20% a 30%, ou seja ele pedalava e eu ia só com a mão no freio atrás, mas às vezes a bike embala e você coloca 1cm para o lado para não acertar a pessoa da frente. Nesse momento que eu coloquei eu voei longe! Capotei e capotei e não sabia o porque daquilo, só pensava o que tinha acontecido, porque estava caindo, sendo que já tinha passado 1.000x por lá! Eu pensei que o garfo da bike tinha quebrado e por isso tinha capotado. Quando parou tudo, eu deitei no chão na posição da bike no sentido da descida, e eu com a cabeça no sentido da via. Depois de uns 20seg deitado senti uma pancada na cabeça que nunca senti igual! E tudo ficou preto, lembro que mesmo tudo preto eu pensei, "o que foi isso?". Não sei quanto tempo passou, só sei que alguém encostou em mim e aquilo me fez pensar: Não posso morrer, a adrenalina disparou no sangue, meu coração pulou, a vista voltou, eu levantei e sai andando para cima e pra baixo. Foi ai que vi que a moto tinha escorregado de lado e tinha acertado minha cabeça! Tirei o capacete, que estava partido ao meio, e senti o sangue para tudo que lado na cabeça! Deitei no chão, um Sgt da PM voltando do trabalho parou, ligou para os bombeiros de São Sebastião há uns 20km cidade mais próxima, e me pediu para ficar deitado! Fui sentindo o corpo, a cabeça, me mexendo e voltei a andar um pouco, e vi que estava tudo bem. Quando a equipe dos bombeiros chegou fizeram um atendimento impecável, mas eu estava me sentindo bem, nada quebrado, estava tudo ótimo, estava agradecendo a Deus, falando e andando!


Pedi para eles não me levarem ao hospital público daquele jeito, todo aberto, porque era mais fácil pegar uma bactéria lá. Chamamos um Uber e durante os 15min que demorou para chegar o pessoal dos bombeiros foi fazendo testes comigo devido ao trauma na cabeça, e curativos. Eles viram que eu estava bem e aparentemente e voltaram atrás do Uber. Cheguei em casa kkkk Laryssa daquele jeito já, falei para ele calma, tô bem, tô vivo e com certeza mais perto de Deus. Foi como me senti! Pedi para ela ligar para o médico cirurgião plástico da família, o Dr. Samuel e passamos no consultório dele para fechar a cabeça por causa da cicatriz antes de ir para o hospital! Ele me atendeu na hora, passou o dedo no crânio e viu que não estava rachado, acalmou a Laryssa, me costurou e me mandou para o hospital.


Mas kkkk sou eu, e eu escuto muito sinais, minha cabeça falou vai para casa, você está bem! Eu sou um cara movido a impulsos e sinais. Se você realmente se abrir a esses sinais são os anjos e Deus falando com você, lá no fundo é só se abrir e ouvir e claro, obedecer, que os sinais ficam mais fortes e eu sempre fui assim! Sempre ouvi o que o destino sussurra no meu ouvido! Fui para casa, deitei pedi para a Lary ficar observando e dormi! Estava com dor, muita dor, mas graças a Deus tinha os medicamentos da cirurgia do joelho. Acordei no outro dia! Os ralados não preciso dizer, o corpo todo! A cabeça, e uma dor que não sobe o ombro direito na clavícula, mas 24h após o acidente já fui para academia e malhei, mas a dor era tanta que chorei muito, até fiz o vídeo para a galera, mas dias feios como esses melhor não mostrar!

Segundo dia já montei o rolo e corri, e assim por diante! Aquele momento foi fundamental ter escutado meu coração, pois como descobrimos essa semana minha clavícula está fraturada e, apesar da dor, eu não descobri no dia e isso me fez enfrentar a dor e continuar treinando para os meus objetivos. 7 dias após o acidente acionei o Dr. Montenego e a Dra. Camila informando da dor, e tomei um puxão de orelha por não ter ido no dia. Mas eu sabia que se tivesse ido no dia os médicos iam me imobilizar e tirar meu foco, e mesmo no sábado, passado 7 dias do acidente eles me pediram uma ressonância, mas por algum motivo a dor recuou e eu falei para eles, a energia de vocês melhorou minha dor não preciso de ressonância. 12 dias após o acidente fui fazer 30x100 em ritmo de prova na natação, ai veio à tona a dor de uma maneira aguda que não suportei, pedi a ressonância e fui ver, foi quando veio a noticia da fratura da clavícula. Dr. Montenegro falou “ Se fosse qualquer outro atleta eu pediria para abortar a prova, mas se tratando de você vai e dá seu máximo Vinny”.

A pergunta principal que a Lary mais me faz: você vai competir Pucon assim mesmo, sendo que nós também vamos competir o 70.3 Dubai 01/02? Vou, claro, eu estou ouvindo lá no fundo "vai, e pode ir com calma, a dor vai passar, só faz o que você sabe fazer desde que nasceu, enfrentar a dor"! E tudo vai dar certo, afinal é meu aniversario dia 10/01 e a prova é 13/01 e a viagem e com minha família! O que pode dar errado? A clavícula arrebentar ao meio? Já passei coisa pior! Não completar a prova? Impossível, depois desse ano, minha última prova foi o Ironman CPH em agosto! O destino já está escrito, e ele sussurra no seu ouvido, mas às vezes ele é tão difícil e obscuro que você não quer ouvir. Simplesmente se abra para Deus e seus Anjos, eles estão ai do seu lado, escute eles mesmo que seja um caminho difícil, muito difícil, pode confiar, eles sabem o que fazem! Quantas histórias incríveis de superação nós ouvimos esse ano (Daniel Chaves, Tim Don, Matt Russel)? Apenas se abra para Deus! Nada disso é alerta para diminuir, Deus não vai machucar um filho para alertá-lo de que ele está errado em seu caminho! Para isso ele tem poder maior, é só tirar nossa energia que não saimos da cama! Isso é sinal de que eu estou no caminho e para ficar mais forte e mais perto de Deus e dos Anjos preciso passar por certos obstáculos! Tenha certeza de uma coisa: Todo mundo vai morrer, a pergunta não é quando, nem onde, e sim o que você vai fazer até esse dia chegar?  E quando chegar, você foi feliz? Obrigado DEUS por me mostrar o caminho seja ele qual for!

Vou dar uma dica que EU acredito que seja a realidade, mas isso não quer dizer que eu estou certo, é uma crença pessoal, se você está sem energia para fazer o que quer e continua fazendo o que sempre fez, revise sua vida, acho que é assim que DEUS e os seus Anjos tentam te ajudar a mostrar que você está no caminho errado!

Eu digo isso pois eu já passei por essa experiência, fazendo o que simplesmente todos faziam ou me levavam a fazer, mas queria fazer outra coisa que não era aquilo! Mas não tinha energia! Como eu saí? Ouvindo lá no fundo que eu simplesmente precisava começar 1 dia. O resto Deus age. Agora fazer por você nem ele e nem ninguém vai! Se você levar uma vida fácil a vida vai ser dura e você vai passar o dia reclamando da sua vida, do governo, da situação financeira, da chuva, do sol, da família, mimimi e mandando mensagem para mim dizendo que são sinais para parar, que eu tô exagerando etc.... Se você levar uma vida realmente correndo atrás do que quer e colocar na cabeça que é Glória ou Morte pode ter certeza que a vida vai ser fácil e é assim que eu vejo hoje minha vida. No caminho que o destino me trouxe e no caminho que eu nasci, para isso e tudo que passei na minha vida foi para me fortalecer até hoje. Tudo que fiz, passei e superei me transformou na pessoa que eu sou. As pessoas que passaram e as que permaneceram na minha vida e estão ao meu lado são as pessoas que me deixam cada dia mais forte e mais confiante. Escrevi esse texto por duas questões, a primeira pois ouvi muita gente dizer nos últimos meses "vai com calma, isso é aviso", vamos lá, se você leu a mensagem viu que comigo não tem vitimismo, eu levanto e corro atrás; outra coisa, Deus não avisa machucando seus filhos se for aviso é aviso do cara lá de baixo (assim como o seu vitimismo) e se for dele é porque estou no caminho certo, e ele não vai me parar tão fácil porque quanto mais ele quiser me parar e me machucar mais forte Deus e meus anjos da guarda vão me deixar, e entre essa guerra o BEM sempre vence. Se Deus quiser me avisar é fácil, e só tirar minha força e energia e não é isso que ele faz, afinal mesmo após acidentes eu acordo às 4h da manhã todo dia sem despertador. Se um dia der errado e eu realmente me machucar a ponto de morrer, eu fiz porque escolhi, eu passei por isso tudo porque aceitei. Segundo, pelas milhares de pessoas que me mandaram mensagem querendo ter a mesma disciplina, força de vontade etc... Para essas pessoas eu agradeço, pois também me motivaram tanto que escrevi para vocês esse texto para mostrar que não é fácil como parece no IG. Isso tudo que vocês querem e precisam está dentro de vocês assim como estava dentro de mim, mas por vários anos me escondi nas sombras e naquela época sim, Deus me mostrava que eu não estava no caminho, pois eu não tinha energia para sair dali apenas sabia que não deveria estar naquele buraco.



Uma vez ouvi um áudio do Steve Jobs antes de morrer dizendo: "Lembrar que você vai morrer é a maior motivação que você deveria ter, não tenha medo de morrer, porque morrer é a única coisa que temos certeza na vida que vai acontecer, mas o que você vai fazer até esse dia chegar é o mais importante.".


Um abraço à todos, espero cada dia poder ajudar mais a cada um de vocês a encontrar a luz e o seu caminho, pois sei o quanto isso mudou minha vida e pode mudar a sua. Impossível é só uma palavra, o ser-humano inventou crenças e culturas que estão na sua cabeça para te limitar ou te fazer ser apenas mais um girando a máquina. Cabe a você acreditar em você.


@VinnyCanhedo – Ironman Triatleta Profissional


AGRADECIMENTO ESPECIAL: DEUS / ANJOS DA GUARDA / FAMÍLIA, principalmente minha MÃE e a LARY / REDE AUTOSHOPPING / IPIRANGA / FIVEDIAMONDS / VEGANWAY / BSBTRIBIKE / DR. SAMUEL / DR. MONTENEGRO / DRA. CAMILA / DR. ANTÔNIO / DR JADER



620 visualizações